quarta-feira, 12 de maio de 2010

three words

eu, de verdade, sinto a falta do teu amor. sinto a falta de saber que tu, incondicionalmente, irias estar sempre do meu lado!, fosse o que fosse. sinto a falta de saber que eras tu quem me me mantinha naquele lugar, longe de ti, longe de tudo. se fosse hoje, voltaria a repetir tudo, da mesma forma. tentaria fazer com que te sentisses a pessoa mais feliz do mundo; pois era assim que eu me sentia. não posso desculpar-me pelo que fiz; acho que nunca o vou fazer. mas vou recordar sempre todas as partes, todas.
eras parte intrínseca de mim, tomei-te como garantida.
agora, olho para trás... e vejo que faz tudo parte de uma aprendizagem.

6 comentários:

nez disse...

o passado já lá vai e não te podes martirizar por qualquer opção feita anterior/e. ninguém sabe as consequências que cada acção irá ter no futuro. Lembra-te sim de "cada parte", do que foi único e insubstituível!
Cabeça erguida porque amanha é um novo dia :)

daniela rocha disse...

rabeta c estilo nem venhas xd

daniela rocha disse...

oh,ficavas melhor c aquela bolsinha!

daniela rocha disse...

coitado de ti! para ti, uma mao chega.

marrianacristina disse...

Gostei do texto ,escreves muito bem.
Beijos.

smiling sorrow disse...

gostei desta postagem