quarta-feira, 3 de novembro de 2010

i don't believe you




Eu não acreditei quando disseste que era para sempre. Que tudo não tinha passado de uma farsa...
Naquele momento senti que tudo me tinha caído em cima, que o chão tinha desabado e os muros destruídos.
Chovia muito dentro de mim, senti que morreste, em mim. Tenho o coração ferido, a alma torcida.
Nestes momentos lidamos mal com as palavras; só ouvimos a desolação interior e as palavras que vêm de fora estão, muitas vezes, gastas. À força de as termos dito e ouvido, raramente nos chegam dentro. Falam-nos mais os gestos e a presença demorada.  Pensava que eras mais um daqueles maus sonhos e que voltarias de novo, enfim.
Eu não acreditei quando disseste para não te amar mais.
Agora, perdi-te.
Então, não fiques a ver-me cair, ajuda-me a levantar.

3 comentários:

Ariana Pereira disse...

A-M-E-I! :O

Etta Pandora disse...

está lindo, joao!

Anónimo disse...

se a coisa q tens q aprender e' a levantar te sozinho