quinta-feira, 15 de setembro de 2011

lament


Entrei num mundo perigoso. Sempre soube que ia ser muito difícil, mas com o passar dos anos pensava que tudo podia melhorar.. Agora, vejo dificuldades e obstáculos por todo o lado. Tudo a impedir-me de, no mínimo, ter uma vida dita 'normal', quanto mais feliz. Há dias em que me sinto que nada vai mudar, que vou acabar assim. O mais provável é não ser verdade, mas por outro lado sei que vai demorar a passar. Porque ninguém é como tu, não sei explicar, a sério que não, mas ninguém se compara a ti. Tratas-me como se fosse um objecto, como se não tivesse qualquer tipo de sentimento.. Isto quando não passam dias sem eu saber de ti, sem saber se estás bem ou não, ou com a tua preocupação por mim. Parece que já me habituei a viver assim, pela metade. Aprendi a não mostrar o que sinto, não posso. Aprendi que não sou importante e que se calhar já não consigo lutar. Não consigo mesmo perceber, por mais que tente não consigo. Acho que vai ser sempre assim, e eu vou continuar aqui e acabar sempre com a mesma frase. Nevermind, I won't find someone like you.

43 comentários:

Sara Martins disse...

Nunca penses assim e está na hora de seguires com um novo rumo, não achas? Não te afundes mais nesse poço!

inês disse...

claro que consegues lutar. força*

Marta disse...

you need to love yourself and forget about all the rest to be happy! if someone doesn't care about you, then you shouldn't care aswell.. love you ALWAYS, no matter what you do, who you are or how you look. you mean the world to me!

Marta disse...

mereces o mundo!

Francisca disse...

Tu és forte (:

Smoozie disse...

obrigado (:

inêsf. disse...

adorei o blog, e força *

disse...

"Parece que já me habituei a viver assim, pela metade." encaixo-me tanto aqui joão :/

inês disse...

há-de aparecer uma força qualquer, sem que estejas à espera. há sempre.

Diana D'Almeida disse...

Com força tudo se consegue.
Tu consegues :)

Sara Martins disse...

Se fores a pensar assim é claro que não consegues. Força!

inêsf. disse...

quem dera ser tão bonita :)
e obrigada *

Diana D'Almeida disse...

Para dar tempo ao tempo também convém ter força :)

Francisca disse...

Claro que és, so tens de acreditar em ti mesmo!

joana moreira. disse...

gostei, vou seguir.*

inêsf. disse...

é verdade, ela é linda x)

Diana D'Almeida disse...

Pois é :)

Francisca disse...

Mas devias :)

joana moreira. disse...

a sério, gostei mesmo muito. (:
obrigada.

Sila Pinto disse...

adorei , vou seguir :)

joana moreira. disse...

a sério, gostei mesmo muito. (:
de nada. (;
obrigada.

inêsf. disse...

sim, deve ser x)

inêsf. disse...

és um fofo e eu conheço a tua carita de algum lado só não sei de onde

Patrícia Amado disse...

adorei o blog, vou seguir! força :)

Sila Pinto disse...

sim (: de nada :)

disse...

se calhar é só mesmo aos melhores, porque os piores vivem por inteiro e sem nenhum problema.

Patrícia Amado disse...

a sério sim, escreves muito bem *

joana moreira. disse...

ainda bem. (:

inêsf. disse...

se calhar é impressão minha x)
sou do porto .

Anónimo disse...

amei, está perfeito.

inêsf. disse...

jogas volley ?

(in)felicidade disse...

força :x
o blog está muito giro, sigo (:

(in)felicidade disse...

ainda bem que achas isso ;)

inêsf. disse...

deve ser daí que conheço a tua cara :)

disse...

não tenho noção que sou melhor, não sou egoísta ou convencida, simplesmente aprendi que o pessimismo não me levava a lado nenhum e aprendi com os meus erros, é uma questão de amor-próprio, talvez..

inêsf. disse...

não, não jogo . :)

beatrizpereira disse...

gosto imenso do blog, segui .

disse...

provavelmente é preciso bater com a cabeça muitas vezes até abrirmos os olhos e percebermos que afinal somos melhores do que nos julgávamos. obrigada pelas tuas palavras, as pequenas coisas são as que tem maior valor.

disse...

são as pequenas coisas que nos tornam grandes. *

beatrizpereira disse...

ora essa, de nada :)

disse...

tão pequenos que limitamo-nos à metade quando o todo também nos pertence, não é? *

disse...

(sobre)vivemos com a metade ou com o nada porque o todo é demais. as pequenas coisas tem mais valor que as grandes, mas depois partilhamos as pequenas coisas com aqueles que achamos que são as grandes pessoas na nossa vida. acho que me consegues entender, joão *

claudiagomes. disse...

força *