quarta-feira, 16 de novembro de 2011

200km/h in a wrong lane


Partiu tudo de um acidente, algo que não estava na minha ordem de ordens. Agora conta-me como nunca tiveste qualquer tipo de sentimento. Há sempre alguém que perde, pois não há volta a dar. Na vida, por algo que se ganha, perde-se e pelo que se perde, ganha-se. É assim que funciona. Estou vidrado nas nossas memórias, tudo é passado, nunca me senti tão sozinho, estou desfeito. Actos de insensatez, no entanto comuns, possibilidades e surpresas, estavam todos num outro lado da minha consciência. Agora conta-me como nunca tiveste qualquer tipo de sentimento. Eu poderia ter sido tudo o que quisesses, tenho essa característica, posso ser quem quero. Agora conta-me como nunca tiveste qualquer tipo de sentimento. Comecei a caminhar fora das linhas, talvez porque não me importava, mas quando comecei a cruzá-las foi pelo simples facto de não saber mais por onde caminhar.. Não tenho nenhum lugar para voltar, ninguém mais serve de ajuda. É quase como se nem eu próprio me conhecesse e agora tenho que escolher. Quando eu quis chorar, não podia, não estava autorizado. Agora conta-me como nunca tiveste qualquer tipo de sentimento. Desculpa-me por tudo, sei que devo ter-te desiludido, talvez não seja tão bom como tu precisas, desculpa-me até ao fim. Eu nunca precisei de alguém como preciso agora. Quando pensei procurar-te, tive de me conter. O que eu pensei ser um sonho, tornou-se uma miragem, era tão real quanto parecia.. 
Agora conta-me como nunca tiveste qualquer tipo de sentimento.

21 comentários:

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

fazes bem joãozinho. gosto muito desta tua veia. a sério :) continua, está bem?

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

é claro que sim. nem consigo parar de o fazer (: está no sangue.

joana disse...

quando perdemos alguém, a vida encarregasse de nos "dar" melhor. e agora só tens que seguir em frente de cabeça erguida, e não deixar ninguém magoar-te. a vida é feita de desilusões, alegrias, ilusões .. mas é assim que vamos aprendendo, e a saber o que as pessoas são no fundo. sê forte. adorei o texto, sigo !

joana disse...

não é mau seres uma pessoa que vive para os outros, muito pelo contrário, eu também sou assim. mas tens que pensar mais em ti. obrigada :)

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

é que está LINDO!

joana disse...

por isso é que tens que pensar mais em ti, para encontrar essa tal parte.

CM disse...

sim mesmo e gostei do fato usares as tuas proprias fotografias :)

(in)felicidade disse...

no início é sempre um "sim" = um sentimento. no final acaba sempre por ser um "fim" = um ferimento. no entanto, acaba sempre algo por não ficar resolvido e mais, parece que s pessoas desaparecem da nossa vida nem abrir e piscar de olhos, não é ? pois. pensamos sempre que as pessoas mudam e, na verdade, o erro acaba por nem ser delas, é nosso. é nosso porque acreditamos e nada mais. o problema maior é que precisamos sempre das outras pessoas perto de nós e questiono-nos sempre com o "se". enfim, é isso que me dás a entender neste teu pequeno (lindo) texto, principalmente quando me dizes a mim e ao resto de quem te lê « agora conta-me como nunca tiveste qualquer tipo de sentimento ». e sabes que mais ? quando dizes que « ninguém mais serve de ajuda » é mentira, totalmente mentira. não nos tens a nós ? bem bem :)

CM disse...

sim, eu reparei :)

CM disse...

sim fica mais pessoal. ahah pois :D

(in)felicidade disse...

e eu enganei-me aqui : questionamo-nos :o ahahahaha :)
eu acho que se ela diz isso, como vi no texto, que não teve qualquer tipo de sentimento, ou mesmo que não o diga mas o demonstre, acho que é porque existem pessoas que não sabem, simplesmente, dizer um "adeus" ou encarar a realidade e tentam esconder o que na verdade sentem e/ou sentiram, entendes ? nada mais, nada mais mesmo. o lema das pessoas é sempre seguir em frente e dizem sempre a tudo e todos que o fazem e que finalmente o conseguiram mas, na verdade, o coração está é sempre a andar para trás, infelizmente. mas olha, se realmente dás o teu sorriso aos outros, considero-te uma excelente pessoa, um excelente amigo acima de tudo porque isso é bastante difícil de se encontrar, sabes ? e uma qualidade ainda maior é ficar feliz, bem contigo próprio por o fazeres. mas lembra-te, às vezes temos que nos demonstrar mal, não só para nos retribuírem o que, posteriormente fizemos, mas também para aliviarmos este pequeno (grande) coração.

Jasmine disse...

gostei muito, muito deste post (:

joana disse...

então tu é que sabes :)

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

este texto, joão.

disse...

força! (não sei mais o que dizer)

(in)felicidade disse...

sabes... às vezes queremos mudar tanto pelos outros porque acreditamos no que sentimentos e, posteriormente, sobre o que sentem por nós (pensamos nós) que acabamos por nos magoar ainda amais do que se não tivéssemos feito nada. é mesmo assim :s mas pensa que ao menos tentaste a tua felicidade e não desististe do que achavas ser bom para ti, o que, infelizmente, não aconteceu.
acredito que faça e é para isso mesmo que servem as pessoas de quem gostamos, os nossos amigos. quanto ao facto de não ficares tão bem quando estás sozinho, sabes, às vezes sabe bem deitar a cabeça na almofada x.x ou simplesmente vens cá e desabafas comigo (a)
não estejas sempre a agradecer, é do coração, joão, é do coração :)

disse...

ter força e querer é uma grande ajuda. acredita na tua força, porque de certeza que a tens, e se não fores tu em primeiro lugar a acreditar em ti, mais ninguém será. por isso, conta com a tua força e a que os outros te transmitem, John :D

Jasmine disse...

si, a sério e não tens que agradecer :D

ana disse...

força joão :$

M. disse...

gostei bastante do blog x))

M. disse...

de nada, João :)