segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

second time around



Separados agimos de forma igual, juntos somos tão imprevisíveis que nem sabes o que pensar!
Preciso de aprender a lidar com tudo isto de uma forma diferente. Tu, obviamente, não vais notar diferença. Vivo uma vida que não quero nem amo. Súbdito dos astros que me comandam, escravo das paixões (fugazes?) de te querer comigo. O Amor é estranho. E é assim mesmo que tem que ser. Perdi a cabeça. Não acredito que me perdi, outra vez, à procura de algo, de nada. Ando repetidamente em círculos. 

2 comentários:

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

fazem-me pensar e não devo joão. :D pensar é desnecessário para quem sente ;)

Sofia ☮ disse...

gosto