domingo, 17 de outubro de 2010

black utopia

encarar a vida como ela é. sempre, encará-la; e conhecê-la, pelo que ela representa. e por fim, amá-la.
sempre, a luta e a exaustão. sempre, os anos entre nós. sempre, o amor. sempre, as horas.

you're gonna leave me again?
never.

(million dollar baby, 2005)

3 comentários:

mágcia disse...

já sabes que não nasci para escrever coisas, muito menos bonitas, mas tinha mesmo que vir aqui dizer-te isto.
quando menos esperares vais encontrar um mapa, ele não te vai guiar (eu nao acredito que a nossa vida esteja 'programada') vai apenas ajudar-te a atingires o que tu queres e a dares os primeiros. Seja o que for, seja onde for, vais ter sempre aqui uma amiga a apoiar-te, porque acho que o que aconteceu não deve estragar a nossa amizade, e vais acabar por encontrar o que realmente queres :)

ps. é normal que algumas partes não façam sentido, mas give me a break, sao 3h da manhã xp

Ariana Pereira disse...

1- eu nunca digo asneiras (a)
2- quem é a linda?
3- amei o teu post.

Adriana A. disse...

Amar, SEMPRE, adoro ver histórias que valem a pena...